Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

B Com Letra Maiúscula

It's all about me, It's all about everything, wait... It's all about nothing

B Com Letra Maiúscula

It's all about me, It's all about everything, wait... It's all about nothing

O meu último dia com 18 anos

tumblr_inline_ndwk9yTCaW1s9wkhz.png

 Enquanto somos crianças temos aquela pancada do "quero ser grande", nem sabemos nós o quão chato é sermos grandes nem aquilo que a vida nos espera (nem aos 18 eu sei, quanto mais).

Quando chegamos aos 12 começamos na idade parva, a chamada idade do armário, aquela em que devíamos estar fechados numa gruta bem funda, no fundo do oceano, o mais perto possível do núcleo da terra... Aquela idade em que todos os pais deviam ter uma sala de pânico em casa para se poderem fechar lá dentro sem ter que ouvir as bonitas afirmações que os seus filhos (com a mania que são gente grande) fazem, caso não a tenham, irão, certamente, querer bater nos filhos a toda a hora (até eu ás vezes tinha vontade de bater em mim própria). Mas pronto, todos passam pelo mesmo, é quase tão certo como o sol aparecer todos os dias.

Quando estamos a meio dos 12 queremos fazer 13, e quando estamos nos 13 queremos fazer 14, podia repetir esta "lenga-lenga" até aos 18 mas, como é óbvio, vou ter que fazer uma paragem nos 16.

Ahhh, os 16, a idade das "pitas" com mania que têm 20 anos (volto a referir que já passei pelo mesmo e não quero incriminar ninguém; quem se identifique com isto é mera coincidência, a menos que tenha 16 anos, se os tiver tem que aceitar a verdade), já temos idade para ir para a discoteca, para ter um namorado para dar umas beijocas,a idade da provocação, da mini-saia e do salto alto, a idade da "piriquita" aos saltos, a idade do "eu sei", a idade do "eu quero, e posso", a idade da continuação do armário, a idade de nos julgarmos donas do mundo e arredores, resumidamente a idade da estupidez. 

Ao passar a loucura dos 16... entramos nos 17, e estes não são mais do que fazer planos para os 18, aproveitando, ao mesmo tempo, o pouco tempo que temos como menores de idade etc (é que com 17 uma pessoa ainda não vai presa, dá para cometer o resto das loucuras enquanto pode).

Quando estamos quase quase a fazer os 18 pensamos que naquele dia tudo vai mudar, vamos ser donos de nós próprios, fazer o queremos quando queremos, ter carro, gastar dinheiro, sair, beber e fumar... No entanto nos 18 e 1/2 percebemos que isto é tudo mentira, uma ilusão criada pela nossa ingénua cabeça, NADA muda! Tive que continuar a obedecer aos meus pais, a estudar, não podia ir onde queria, quando queria, continuei dependente dos meus pais, arranjei o meu primeiro trabalho de verão (e despedi me passado um mês), tive momentos alegres e momentos menos alegres, enfim, no fim ficou tudo IGUALITO. 

Hoje é o meu último dia com 18 anos, a idade que todos querem ter, estou triste por deixar de a ter, no entanto, tenho esperança que seja nos 19 que quase tudo mudará. 

  • 1 comentário

    Comentar post